Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

Um acidente é azar? Mais azar é...

... ser um dos teus amigos de infância que te faz ir ao chão!

Vínhamos a chegar a casa de mota, num dia quente de Agosto (que bom, o alcatrão estava quentinho e não tínhamos casacos nem luvas!), quando somos albarroados por um carro que me bate na perna e nos deita ao chão.Recordo-me de ouvir o MK dizer uma asneira e um tranquilizante "Já fomos"!

Nem me apercebi de nada até ir ao chão. Senti-nos a deslizar mas não senti dor, não senti nada. No chão, com a mota em cima da minha perna, olho para a frente e vejo-o agarrado à mota. Abana a cabeça. Ele está bem!

Sinto a perna pesada, não a mexo e grito para que me tirem a mota de cima. O pobre do meu namorado levanta-se a correr e é ele quem levanta a mota. Ouço uma voz familiar que me diz: "Levante-se minha senhora. Está tudo bem. Vocês vieram contra mim!" (Eu levei com um carro na perna e eu é que fui contra ele?! Ok, abelha. e ainda me chama de "senhora"?) Olho e vejo um dos meus amigos de infância. Porra! Foi um dos meus amigos que nos bateu! Qual a porra da probabilidade disto acontecer?

 

E querem uma novidade? Não admitiu a culpa. Nunca me perguntou como eu estava. Nunca pediu desculpa. Nada! Ainda nos dificultou a vida... A policia declarou-o culpado, o seguro declarou-o culpado a 100% e tivemos testemunhas. Uma delas, um senhor que nos disse que, só por acaso mudou de direcção, pois, num dia normal, seria ele a estar no chão e não nós. Fez questão de testemunhar! Mais coincidências? O senhor da mota, nossa testemunha, mora nos prédios perto de nós!

Quando me sentaram,comecei a sentir as dores, o ardor no braço e perna e a ver o sangue...

Tivemos amigos que nos viram e pararam. Um deles tirou fotos a tudo (é advogado, sabia o que fazer).

Como é que se conta a uma mãe com problemas cardíacos e a um pai com cancro que a filha teve um acidente? Espera-se até sair do hospital. Pensei eu. 

No caminho para o hospital amigos telefonavam porque nos viram entrar na ambulância.Outros já estavam no hospital à nossa espera... Meio mundo viu o acidente. Agora é que tinha mesmo de contar aos meus pais que estava no hospital porque já toda a gente sabia. Telefonei à minha irmã. Devo dizer que, além de estar toda lixada, andei com a minha mãe chateada comigo durante dias porque "foi a última a saber que a filha teve um acidente!"

Para melhorar a coisa, a mota só tinha 4 meses!

O tal amigo (das fotos) ficou com a mota e as nossas coisas e quando nos ia entregar os capacetes disse que quando viu o meu temeu por mim.. Realmente, como é possível ficar em tão mau estado? Íamos devagar... Pronto, levei com um carro à bruta em cima de mim. Deve ser normal! 

E sabem uma coisa? Andei 2 meses com dores nas costelas, uma perna super negra e dorida, com feridas do alcatrão (uma delas bem feia) e fiquei sem um amigo de infância. 

Há acidentes em que se consegue ter ainda mais azar do que só o acidente em si... 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.