Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

18
Fev22

Vivenda vs Apartamento. Campo vs Cidade.

Depois de fazer os meus posts sobre a má vizinhança, cheguei à conclusão de que odeio viver num apartamento. 

Sou mulher do campo.

Nasci e cresci em vivendas, a acordar com o barulho dos bichos... 

Quando me juntei aos 20 anos, fui para a cidade e, por consequência, para um apartamento. 

Ora, eu já tenho dificuldade em adormecer. Se acordo, é para esquecer! Então, as primeiras noites foram interessantes...

Nunca tinha vivido em apartamento. Ir á casa de banho era a medo. Acho que, durante semanas, não fiz o famoso "número 2" com receio de que os vizinhos percebessem que estava na casa de banho.  Até porque, eu mesma os ouvia ao longo do dia e mais ainda durante a noite. E claro, pensava que, se eu os ouvia, eles também me ouviam a mim. 

A adaptação foi horrível.

Ouvia cada mota, cada carro, cada ambulância, cada berro de vizinhos...

Tive vizinhos complicados, vivi numa zona também muito escura e triste.

Nunca me senti "em casa".

Faltava o cheiro a pinheiros.

Faltavam os  "bons dias" dos vizinhos do lado.

Até faltava o tal do "hoje passou aqui uma  carrinha desconhecida. Vamos estar de olho!" Sim, porque, na aldeia, se virem um carro estranho, metade dos habitantes ficam de olho e seguem um "protocolo". 

Faltava o calor humano.

Faltava o verdinho.

Faltava o cheiro a terra molhada.

Faltava o ir levar 2 couves à vizinha do lado e receber uma cestinha de figos.

Faltava o : "A filha da D. Amélia anda a sair com o moço ali da terra do lado. O filho do dono do Restaurante lá ao pé da Igreja..."

Faltava o ver florir das flores em plena Primavera e o primeiro espirro... 

Faltava tanta coisa...

Quando nascemos "livres" é tão difícil sentir-nos "enjaulados"...

Separei-me. Voltei para casa dos meus pais.

No meu primeiro dia de regresso, senti a liberdade nos pulmões e na alma.

Senti-me em Paz.

Senti-me em Casa.

Comecei a correr, fui para o ginásio e dizia sempre que aquela era a minha passadeira preferida...as estradas da minha terra!

As paisagens dos locais que conheço desde que nasci, todos os dias são diferentes!

O ano passado fui viver para uma Vila a pouquinhos km's da minha terra. 

Não desgosto, claro. Até porque continuo bem perto e é até um dos meus locais preferidos.

Mas, Casa é Casa. Aquela terra é mesmo a minha Casa. 

Um dia, espero voltar.

É ali que me sinto em Paz.

Faz-me falta.

 

Ali no Nada, no meio dos Pinheiros e Eucaliptos, sou Eu.

08
Dez21

E, quando coloco em "comprar bilhete"....

Recordo-me de que recebo o ordenado mínimo e saio rapidamente da página!

 

Ando há uns anos para ir á Comic Con. E até já estive quase com o bilhete comprado há uns anos mas, quís o destino que eu não pudesse ir.

Actualmente, o destino continua a querer que eu não vá.

Esse mesmo destino chama-se "Ford Fiesta" e o crédito que fiz para o pagar e gastar em merdices.  (Ah. o que uma separação faz a uma pessoa! )

Sim, eu sei que são 35€. Mas 35€ já dá para alimentar o Fiesta uma semana. 

Vida de gente pobre é isto.

25
Jul16

A vida ensinou-me

"A vida ensinou-me...

A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;

Sorrir às pessoas que não gostam de mim, Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;

Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;

Calar-me para ouvir; aprender com meus erros. Afinal eu posso ser sempre melhor.

A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.

A ser forte quando os que amo estão com problemas; Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;

Ouvir a todos que só precisam desabafar; Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;

Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;

Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;

A alegrar a quem precisa;

A pedir perdão;

A sonhar acordado;

A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);

A aproveitar cada instante de felicidade;

A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;

Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas", embora nem sempre consiga entendê-las;

A ver o encanto do pôr-do-sol;

A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;

A abrir minhas janelas para o amor;

A não temer o futuro;

Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher."

Charles Chaplin

29
Mar07

Com vontade de me armar em lutadora de boxe...

Hoje continuo a pensar que mandar certas e determinadas pessoas á merda me faria feliz! Não compreendo como são capazes de falar assim das outras pessoas quando elas não estão e não se podem defender! É incrivel como trabalhar num café me fez ver como são algumas pessoas! Umas são tao maravilhosas e nós não davamos conta, outras são tão falsas e hipócritas que me dão vontade de vomitar! É incrivel como conseguem ser tão mesquinhas! E depois admiram-se que quase ninguém gostem delas! Se nem receber as pessoas com um sorriso são capazes! Eu sei que agora estar a falar dessas pessoas assim também estou a ser mesquinha.. Mas não nomeei nomes e se for preciso digo-lhes na cara que são falsas e não têm coração! Mas o que mais me dói é que somos todos da mesma terra, confraternizamos todos uns com os outros, somos todos conhecidos, vizinhos... Porque é que não podemos dirigirmo-nos a todos com um sorriso e uma palavra amiga?! Nem tudo pode ser perfeito! E enquanto continuarem a existir pessoas assim é impossivel haver paz nesta terra! Odeio pessoas assim! São capazes de dizer qualquer coisa por inveja! Não falem de mim nem falem dos meus! Muito menos dos meus amigos e da minha familia! E odeio que se metam na minha vida! Que mal tem o meu namorado esperar-me no café?! É crime?! Que mal tem a minha amiga andar de mini saia?! Mata alguém?! Nunca fizeram mal a ninguém! A sorte delas é que eu só sei isto pela boca de outras pessoas pois se calha algum dia eu ouvir isto pela boca delas eu lhes digo... Já a minha avó me dizia quando eu era mais nova "Uma amiga outra amiga tem".. Acaba-se por saber de tudo! e eu soube de certas e determinadas coisas! Assim como todos os dias oiços coisas de várias pessoas, disseram-me que andaram a falar de mim e dos meus... Eu nunca fiz mal a ninguém e nem me dou com pessoas que sejam maldosas! Gosto que também nãos ejam maldosas comigo nem com quem me rodeia! Arranjem uma vida! Será que a vida delas não lhes chega?! Será que não têm nada que fazer em casa?! Irra... Chatas das velhas (e novas também!!!) Eu sou uma pessoa de muita paciência, muito calma... Mas a paciência tem limites! E isto indigna-me... Sem dúvida! Respeito é bom... Toda a gente gosta! E se queremos ser respeitados devemos respeitar as pessoas! Get a life! Estas gentes enterram-se pelo pescoço aos poucos... É graças a isto que confianças acabam! E depois os sorrisos para essas pessoas e a boa vontade também!

Mais sobre a desgraçada.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carlos Palmito

    Guerreiros de teclado e rato, certos que nada os a...

  • Di

    E há tantas pessoas assim querida...

  • LadyVih

    Não consegui controlar-me porque, durante muitos a...

  • LadyVih

    Infelizmente Deus não me criou com um auto-control...

  • Marco

    Nem sei se ignorar, não era mesmo o melhor. Ainda ...

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D