Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

"Dá-me um post!" - convidada Sar(a)casticamente

Vamos começar esta semana com a minha mais recente rubrica que divido convosco... E quem convidei eu para a inaugurar? Só poderia ser a minha mais querida mal-humorada, a minha ''carinhosa'' Branca de Neve Sar(a)casticamente

Como já devem ter percebido pelas minhas rubricas, adoro dividir este meu cantinho com as minhas queridas e sempre espectaculares bloggers. E sem dúvida que a Sar(a)casticamente é a convidada perfeita para inaugurar esta rubrica! Obrigada por teres partilhado este bocado conosco... 

Então, vamos lá a um post escolhido por ela? Garanto-vos que foi muito bem escolhido! Cá vai:

19397861_uYlBO.jpeg

''Escolhi este post por ser um dos meus preferidos e dos primeiros que escrevi. Nessa altura pouca gente lia o meu blog e, como tal, muitos terão perdido um dos meus favoritos. Vi aqui uma boa oportunidade de ficarem a conhecer a minha visão dos contos infantis!

A minha versão de conto de fadas

As mulheres buscam, algumas incessantemente, o seu príncipe encantado. Há quem diga que ele não exista e que esta foi uma ideia fabricada pela Disney. Eu, rainha do mau feitio, como fui carinhosamente apelidada por um grupo de formandos (eu pelo menos quero acreditar no carinhosamente) não concordo.

Não compreendo em que medida algum dos príncipes dos contos de fada são sinónimo de homem ideal. Ora vejamos! Se eu estiver a dormir eu não quero que ninguém me acorde por motivo algum. A menos que seja para me levar a Nova Iorque, aí o caso já muda de figura. A Bela Adormecida, menina do papá devia estar a dormir há 100 anos porque a vida dela era um aborrecimento. E vem um gajo, que ela não conhece de lado nenhum, e acorda-a para lhe dizer que é o amor verdadeiro dela? Baseado em quê?! Num beijo? Um homem que me acordasse para me dizer uma tanga dessas nunca poderia ser o homem da minha vida.

 

Já a Branca de Neve, estava finalmente livre do raio da madrasta. Sim, com uma madrasta daquelas a morte é uma espécie de férias. Mas tinha de vir um gajo que se apaixona por ela morta. Que nojo! A miúda, parvinha de todo, volta à vida e fica logo com o primeiro tipo que lhe aparece à frente. Mais ainda sabendo que o tipo é perturbado! A maioria das mulheres só descobre que o namorado tem alguma perturbação mental ao longo da relação. Esta teve a sorte de saber disso de antemão e mesmo assim fica com ele. Eu, no lugar dela, teria ficado com os anões. Quer dizer, os piquenos fartaram-se de trabalhar para a menina armada em princesa, e no final ela fica com outro tipo qualquer. Mal agradecida é o que é!


Há ainda a Cinderela, e eu até percebo a miúda. Com uma família daquelas dá mesmo vontade de casar para sair de casa. E a casar que seja com um homem rico que a sustente. Ora para arranjar um homem rico há que frequentar os lugares certos, e a miúda sabia disso. Teve a sorte de ter algo que muitas mulheres gostariam de ter, uma fada madrinha que magicamente lhe costura um vestidinho, estilo Micaela Oliveira, digno de ser eleito o mais bonito da festa na revista Caras. O tipo até vai à procura dela depois do primeiro encontro e há que lhe dar valor por isso. A maioria dos gajos iria logo para a cama com outra no dia seguinte. Mas depois da miúda ter perdido o sapato ficava bem levar-lhe uns sapatinhos Luís Onofre da nova colecção. Uma falha a meu ver!

Para mim, o verdadeiro príncipe é o Shrek! Esse apaixonou-se por aquilo que a Fiona verdadeiramente era. Não era uma princesa linda, bem penteada, toda maquilhada e bem vestida. Era a Fiona! E não tendo sido fácil conviver com as diferenças, eles ultrapassaram os obstáculos que iam surgindo e aceitaram-se mutuamente. A minha perspectiva de homem ideal, de amor verdadeiro, vai mais no sentido do ogre do que do príncipe. Claro que um ogre giro, que veste camisas italianas, anda de BMW e tem um cartão dourado com plafond ilimitado. Mas ainda assim, um ogre!''

image.jpg

Obrigada minha querida Branca de Neve!

A minha próxima convidada já esta escolhida e já partilhou comigo o seu post. Curiosos?

É sempre uma blogger querida, super simpática e carinhosa... já adivinharam? É a Vida & Estilo que aceitou tão calorosamente o meu desafio que só lhe posso agradecer pelo carinho.

Palavras & Imagens #3 - Convidada Sar(a)casticamente

Cá estamos nós a começar a semana com uma nova convidada desta rubrica, a minha querida (e mau feitio) Sar(a)casticamente. Desde já, começo por agradecer por teres aceite este meu convite (confesso que foi só para te dar trabalho!). 

Sar(a)casticamente é uma daquelas pessoas que me animam os dias e pelas quais não me arrependo de ter voltado ao activo neste mundo de bloggers (ou aspirantes a bloggers, no meu caso!). Vou omitir que, à conta dela já engordei 7 kg's... 

Podem sempre visitar o seu blog pois é um todo de humor, revolta, filosofia e, por vezes até fofice lá conseguem encontrar! É verdade (a sério que é!), por detrás daquela imagem de durona, conseguem (mais vezes do que ela diz!) encontrar uma blogger meiga e atenciosa. Agora, vamos lá? Cá vai:

rubricaaa (2).jpg

"Criei o meu blog por insistência de alguns amigos. Segundo eles, tenho tantas histórias para contar que deveria ter um blog. E nesse aspecto eles tinham razão. Posso queixar-me que me falta muita coisa na vida, menos monotonia! Falta paciência, dinheiro, roupa... Mas monotonia não falta! Contudo, eu perguntava-me "mas quem é que iria ler aquela merda". Uma coisa são os meus amigos, que me conhecem, que conhecem as histórias. Outra coisa são estranhos. Quem é que quer saber o que raio se passa na vida de uma gaja que nem sequer entrou num reality show?! Ninguém. Pensava eu...

 

Porém um dia lá me decidi a criar o dito blog. Mas faltava o nome. Uma das minhas melhores amigas em 3 segundos sugeriu-me o nome! Assim, em 3 segundos, como se já tivesse pensado nele há muito tempo. E surgiu o Sar(a)casticamente.

 

E quem lia o blog? Os meus amigos. Os meus amigos e a Chic'Ana! A Chic'Ana foi a primeira pessoa "estranha" a subscrever o meu blog, a comentar um post e arrisco até dizer que terá sido a primeira a ler um post meu! E depois dela tantos outros. E então percebi o sentido da minha vida: somar histórias para as partilhar com outros!

 

E surge agora o desafio da Vânia de caracterizar o meu blog em 3 palavras e 3 imagens. As palavras que julgo que definem o meu blog são sarcasmo (como o próprio nome indica) - muito do que penso, falo e, consequentemente, escrevo tem como base o sarcasmo, humor - uma vez que a maioria das histórias relatadas têm uma pitadinha de humor e genuíno - porque tudo o que partilho é 100% verídico (embora nem sempre pareça) e retrata a autora na íntegra.

 

Quanto às imagens, escolhi aquelas que representam alguns dos temas mais abordados no blog.

 

 A minha "luta" com o sexo oposto.

1.jpg

    O meu irremediável consumismo.

2.jpg

     Esta minha nova mania da Fit(eza).

3.jpg 

E pronto! É este o meu blog que estou a adorar escrever. Espero que o visitem e se divirtam tanto (ou quase tanto) quanto eu!

 

Um obrigada à Vânia pelo carinhoso convite em jeito de publicidade gratuita!

You rock girl! "

 

__________________________________________________________________________________________________

Espero que tenhas gostado e desculpa o trabalho...  

A minha próxima convidada para esta minha rubrica (Palavras & Imagens), claro que não poderia deixar de ser a minha querida JP  (dos blogs Desafio 366 fotos e O Mundo Pela Minha Lente). 

Fico muito contente pela adesão que tenho tido a esta minha pequena iniciativa. Vocês são um espectáculo! 

As mãos na barriga das grávidas - pela Sar(a)casticamente

Ora bem, a Sar(a)casticamente referiu no seu post o facto das mulheres grávidas terem aquela inundação de mãos a passar na barriga... Eu, pessoalmente, não sou adepta disso! E acho que, um dia que engravide, vou andar a dar chapadas nas mãos das pessoas para que me larguem. A não ser que se tenha muita confiança/amizade, não acho giro andar a fazer festinhas na barriga da pessoa... Eu não o faço! Fiz a quem era muito chegada? Claro que sim! Porque, lá está, era chegada à mãe e ao bebé... E não porque é giro andar a dar brilho à barriga da senhora! 

Mas vou aderir à experiência social da Sar(a)casticamente e aproveitar as massagens nas costas... MALTINHA, ESTOU GRÁVIDA AQUI PERTINHO DO PESCOÇO!!!  Vou só ali gritar isto  à malta do café e já venho...