Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

"Dá-me um post!" - convidada Kikas

Olá gente. Então vamos à minha "mai nova"???

A minha convidada, desta vez, é a fofinha aqui da zona: Kikas! Já foi minha convidada na rubrica "mai velha" pelo que não sei que mais dizer sobre ela. Todos nós conhecemos o seu lado maternal e fofinho. Todos nós sabemos que é a sua maneira de ser : a distribuir carinho tal qual um "kamehameha" do Son Goku mas com coraçõezinhos à mistura de todas as formas e feitios.  E é assim que gostamos dela.  Vamos ao seu post? 

19397861_uYlBO (3).jpeg

"Já tenho a carta de condução vai fazer este ano 12 anos, passei no exame de código com uma ou duas respostas erradas, já não me recordo bem, mas o pior estava para vir.... O(s) exame(s) de condução.... Sim meus caros/caras eu fiz mais do que um exame de condução, para ser mais exacta fiz três!!! Eu bem sei que três é a conta que Deus fez, mas a conta bancária dos meus pais não ficaram muito abençoadas depois disto.

Ora bem vou tentar resumir ao máximo os meus três exames, a vergonha, a humilhação e a dignidade que deixei perdidas na DGV da Expo....

Exame nº 1: Fui da minha escola de condução com uma colega da mesma escola (como é usual), uma senhora de meia idade e de origem indiana que pouco falava português, chegámos à DGV e saiu de lá o "Sr. Engº" (por acaso gostaria de saber qual a vertente de Engenharia que este supostos engenheiros seguiram e qual a instituição, dado que quando frequentava a Faculdade dava-me com imensa gente do Técnico e nenhum deles 'seguiu' esta vertente) com um sorriso incrível, NOT!! Perguntou logo quem queria fazer o exame em primeiro lugar e a minha colega ofereceu-se, para grande alívio meu.

A senhora começou a conduzir e chegámos a uma mega rotunda lá para os lados dos Olivais e o "Sr. Engº" disse-lhe "Vire na primeira à direita", qual não é o meu espanto/choque quando a senhora, para além de não ter abrandado ao entrar na rotunda, fazendo desta forma com que os carros que seguiam dentro dela abrandassem para não nos albarroarem, vira o volante para a primeira saída mas EM SENTIDO CONTRÁRIO!!! O "Sr. Engº" vociferou a plenos pulmões "Na primeira à direita do seu sentido e não em sentido contrário, ia-nos matando aos quatro!!". Andámos mais um pouco, chegámos a uma ruela aonde a minha colega não conseguiu estacionar à primeira, segunda ou terceira...

Seguiu o meu exame, o "Sr. Engº" pediu-me para fazer marcha-atrás e eu pisei a linha da estrada, só, somente e apenas... O meu instrutor ainda tentou interferir por mim alegando que eu era mais baixinha e que não conseguia ver bem pelos espelhos, frase essa que foi rispostada com um "Isso é um assunto entre si e a sua instruenda"... Não me pediu para estacionar, para entrar em rotunda nem mais porra nenhuma, só me disse "Siga para a DGV se faz favor"!

Chumbámos as duas....Ninguém me tira da cabeça que chumbei por culpa da minha colega.... A porca.....

 Exame nº 2: Fui da minha escola de condução com um colega mitra que me contou que conduzia fazia já cinco anos sem carta de condução de Sacavém a Sintra todos os dias, e nunca tinha sido apanhado, segundo ele. Chegámos à DGV e saiu de lá o "Sr. Engº", o mesmo "Sr. Engº", o mesmo!!! Caramba que não tenho sorte nenhuma, tanto "Engº" e tinha logo que me 'calhar na rifa' o mesmo? Aparentemente sim.... Este exame não tem grande histórias porque os nervos eram tantos que fiz tudo mal, desde a não parar em Stop's, a não conseguir estacionar, foi o descalabro dos descalabros, fiz tanta coisa mal que não me lembro de metade, acho que o meu cérebro está a esconder de mim esses factos para me manter mentalmente sã.

Exame nº 3: Fui da minha escola de condução com uma colega, chegámos à DGV e saiu de lá o "Sr. Engº" e eu pensei 'Milagre, Eureka não é o mesmo trambolho das duas últimas vezes. A minha colega foi em primeiro, como se tinha tornado da praxe, e eu fui a seguir. Estava mais calma, fiz (quase) tudo relativamente bem até o "Sr. Engº" me mandar seguir para a DGV e ter proferido a (quase) fatídica frase antes de chegarmos a uma rotunda "Agora encoste-se à direita", o que eu fiz.... Mas pisei a porra do traço contínuo... Obviamente que fiquei desde logo com os nervos em franja, mas o pior estava para vir.... Entrei no parque da DGV em terceira!!!

Quando encostei o "Sr. Engº" dirigiu-se para a minha colega e dizendo-lhe que tinha passado, virou-se para mim e perguntou "E o que é que eu faço consigo?" Eu desatei num pranto despropositado e vergonhoso e disse-lhe "Olhe chumbe-me, já é a 3ª vez que cá venho e acho que está mais do que provado que não tenho jeito para isto", isto tudo com as lágrimas a jorrarem-me dos olhos qual criança de três anos quando não lhe compram um brinquedo num hipermercado. O "Sr. Engº" ainda me tentou consolar dizendo-me que já tinha feito exames a pessoas que tinham chumbado sete vezes "Sete vezes? Sete vezes? Para mim esta é a última, não estou mais para isto, não fui feita para conduzir", continuando a minha birra adulta, mas o "Sr. Engº" passou-me.... Com aquelas figuras dignas de uma telenovela mexicana de segunda, de depois de um dramallhão de faca e alguidar e depois de ter deixado toda a minha dignidade naquele parque de estacionamento: passei...finalmente...Para grande júbilo dos meus pais.

 Desde aí que nunca mais fui a mesma pessoa, mas posso dizer com orgulho que em 12 anos só bati duas vezes.... Sendo que ambas foram em carros parados.....

 Hoje em dia não me considero má condutora, mas a realidade é que pouco conduzo apesar de ter comprado um carro com mudanças automáticas que me facilitaram bastante a vida, aquela cena de ter que meter o pé na embraiagem e meter uma mudança cada vez que queremos que o carro desenvolva não é para mim, acelerar, travar e utlizar somente o pé direito isso sim já é a minha praia .Considero-me melhor 'pendura' do que condutora, embora hoje em dia esteja mais arisca, contudo com conta, peso e medida: levar o carro para o meio de Lisboa é que não violão!!! Mas tenho esperança que um dia isso suceda, a esperança é sempre a última a morrer, o pior é se morre como a culpa: Solteira!"

_________________________________________________________________________________________________________

Espero que tenham gostado do post da Kikas. (Como sempre, adorei a tua participação.  Obrigada por teres contribuido para o meu Blog.) 

A próxima blogger que gostava de convidar, é a minha querida e linda Filipa Iria. Espero pela tua participação (caso aceites, claro!). Beijinhos às duas. 

Palavras & Imagens #8 - Convidada Kikas

 E quem é a minha convidada desta semana na minha rubrica principal? Claro que a minha bloguinhas mais carinhosa, Kikas do blog Crónicas de uma menina da mamã. A Kikas brinda-nos com um pouco de si no seu blog, um pouco do seu quotidiano e, acima de tudo, recebe-nos sempre com imenso carinho e preocupação. Podem visitá-la no seu blog 

Crónicas de uma menina da mamã que serão muito bem recebidos, garanto-vos! Vamos então á sua participação? 

rubricaaa (2) (1).jpg

'' O meu blog surgiu e nasceu da minha enorme vontade de escrever e impulsionada por amigos que sempre me disseram que escrevia bem, que era divertida e que não dava erros ortográficos (são uns queridos), haviam os amigos abusados que diziam que devia escrever um livro e só não o fiz porque não tenho o Microsoft Office instalado no PC! Sempre escrevi no meu Facebook e o feedback era relativamente bom (não tenho muitos amigos no Facebook por isso não era difícil). Quando me iniciei percebi que era um escape à minha vida quotidiana, inicialmente escrevia só para mim e para os poucos amigos que sabiam que tinha o blog, mas era o suficiente, sabia-me bem escrever, libertar-me e por vezes libertar um pouco do que me ia e vinha cá de dentro, por vezes com uma temática humorista, outras mais séria. O nome "Crónicas de uma menina da mamã" surgiu como que por magia, nunca pensei seriamente num nome, e quando este me veio à cabeça pensei comigo mesma "é mesmo este, este é a minha cara", mais não seja porque sou de facto uma menina da mamã.... e do papá também diga-se. O meu blog não tem nenhuma categoria definida, mas é a minha cara, aquilo que escrevo é aquilo que sou, para o bem e para o menos bem!

 

Palavras que melhor definem o blog:

1- Humor: Considero-me uma pessoa relativamente engraçada, estou a ser modesta, eu sou mesmo engraçada (Brincadeirinha). Gosto de rir e de fazer rir, a vida sem risos e sorrisos não é vida é apenas existência e eu gosto mesmo muito de viver a vida com humor, as pessoas sisudas aborrecem-me.

IMG_20160405_224141.JPG

2- Diversidade: Gosto de falar de tudo, mas de tudo mesmo! Do bom, do médio e do menos bom. A minha vida é diversificada, tal como a de todos vós, tão depressa posso contar alguma história engraçada que me tenha acontecido ou me tenha passado pela cabeça, como posso falar de coisas mais sérias e desabafar o que me vai na alma aqui no meu cantinho, o cantinho que eu criei com o objectivo de escrever sobre aquilo que queria e como gosto de dizer: me dá na real gana!

IMG_20160405_224022.JPG

3- Amigos: Nunca tive dificuldades em fazer amizades, mas quando criei o blog nunca pensei que fizesse amigos por aqui, alguns de vocês sabem mais da minha vida e apoiam-me mais do que certos amigos reais e eu acho isso magnifico, enche-me o coração, mesmo!! <3 

IMG_20160405_224157.JPG

 _______________________________________________________________________

Um muito obrigada á minha querida Kikinhas Fé, foi um enorme prazer ter um bocadinho de ti no meu cantinho. 

A minha próxima convidada? Andou desaparecida uns tempos e por isso mesmo ainda não tinha sido convidada para este pedacinho... a minha sempre amorosa prima Ana Rita 🌼 do blog Conversas, Café & Sorrisos! Sê bem vinda ao meu cantinho, prima. Espero que aceites este convite...