Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

01
Ago23

Já fui blogger, agora sou somente preguiçosa

Confesso que já fui muito activa neste mundo dos blogs. Outrora.

Tinhamos um grupo bastante activo e encorajador por aqui. Faziamos questão de ler e estar presentes uns para os outros. Era giro! Tornamo-nos amigas e, ainda hoje fazemos questão de ir estando presentes umas com as outras de vez em quando. 

Hoje em dia,  poucos os bloggers (desses tempos e desse grupo) se mantêm por cá e creio que, mesmo por isso, cada vez que tento voltar, acabo por me cansar e deixo de vir. Não que não existam blogs interessantes, porque eu mesma sigo alguns e gosto imenso. Mas, sei lá. Devo de ser eu que não tenho já tanta paciência.  Provavelmente é da idade... 

15
Dez22

Devia de ter direito a um motorista particular!

Não, não tenho a mania das grandezas!

Mas aqui esta Lady, farta-se de se enervar no trânsito e algum dia terá algum enfarte... 

Desde que vim trabalhar para esta cidade (Torres Novas), tenho mais a certeza de que as pessoas NÃO SABEM CONDUZIR! 

Já não conto pelos dedos das mãos (dos pezinhos idem) a quantidade de vezes que tive de me desviar de carros para que não me batessem e-muito menos- as vezes que engoli nomes menos próprios que a minha boca quase tencionou a proferir. 

Manter a postura, Lady. Manter a postura!

14
Dez22

Gerações - a velhice que me entra na alma!

Estava à conversa com uma cliente da minha idade, quando me apercebi que parecíamos duas velhas a falar., tinham baixado duas senhoras de 90 anos sobre nós! Falamos um pouco dos tempos actuais e da "nossa altura".

Hoje, ao reflectir bem, reparo que me dá um pouco de receio...Estes miúdos de hoje em dia são muito crianças mas ao mesmo tempo demasiado sexualizados e independentes.  Por exemplo, uma miúda de 14 anos veste-se como uma mulher de 30, tem acesso ás mais diversas informações -é verdade- mas, ao mesmo tempo, a cabeça dela é extremamente imatura. O problema é que, com toda a informação, eles mesmos acham que são maduros o suficiente para determinadas acções que poderão ter graves consequências.

Nos meus 14 anos, andava de calças largas, camisola até aos joelhos e achava que "base" era somente uma posição em termos desportivos. A minha adolescência foi isso mesmo... Adolescência! 

Hoje em dia, as miúdas maquilham-se como profissionais, vestem-se como modelos, fazem uma vida de adultos, dançam como a senhora lá do bar que "rebola"... mas são crianças! 

e, as miúdas, levam demasiado a sério a história do "a mulher está onde ela quiser!"...

Assusta-me um bocado, confesso! 

Nós não fomos santos, claro que não! Fizemos asneiras, obviamente.  Mas não tínhamos acesso a tantas coisas e tínhamos respeito aos nosso pais. Eu sabia perfeitamente que, se saísse da graça de Deus, a minha mãe não teria problema algum em me esperar com um chinelo na mão e uma colher de pau na outra.  

24
Nov22

abesbílica! - II

da saga-ainda!- das redes sociais...

Pela manhã, entro no Instagram e vi uma publicação de uma moça que me fez parar tudo o que estava a fazer. 

Não me recordo do nome. Mas recordo-me da situação! 

A moça foi ao Quatar. Viu uns jogos. E estaria para voltar para casa. Tudo normal por aqui, certo?! Certo...

Maaaas, quando foi para ir embarcar, não a deixaram viajar porque era gorda e teria de comprar MAIS UM BILHETE!

Ora, que eu saiba, as pessoas compram uma passagem de avião e não o uso de um banco. Que necessidade existe de sujeitar uma pessoa a uma situação dessas?! Quando a senhora lá tentou comprar outro bilhete (humilhando-se, infelizmente), disseram que não dava, mesmo o avião estando quase vazio.  Não imagino a cabeça daquela moça... Lamento imenso que ainda existam este tipo de situações. 

Eu adoro futebol, mas este mundial não quero ver. Um local onde vão contra todos os direitos humanos, não merece ser palco de um evento destes... 

24
Nov22

abesbílica!

Tenho redes sociais.

Entendo-me mais com umas do que com outras. 

A rede do passarinho ainda não me entendi bem com a coisa, confesso! Acho que estou já numa idade meio que para o idosa e encontro-me com dificuldades em lidar com algo "novo" (sim, eu sei que existe há anos mas aderi há pouco tempo, 'tá?!)

Hoje, de manhã, vejo uma notificação na barrinha do telemóvel. Uma moça a escrever "desceu, desceu, desceu, desceeeeeeeeu" 

Como não sou uma pessoa curiosa, entrei e li os relatos da mocita. Ora, a moça documentou, por escrito, os seus dias de aflição por falta de menstruação.  Quando tinha a idade dela, e tive um "problemazito" desses, deserta estava eu para que ninguém percebesse desse pormenor. Chorava nas casas de banho e rezava todas as horas para ter cólicas menstruais...  as cólicas vieram e continuei a minha vida. 

Ainda não sei porque me apareceu a publicação da jovem adolescente... Continuo sem saber entender aquilo!

21
Nov22

Mbappé continua a ser noticia...

Em pleno ano de 2022, isto ainda é noticia! 
 
"Ah. Porque é o primeiro jogador com namorada trans".
Não, tenho a certeza de que não o é! Mas isso serão outros quinhentos... 
 
Olhem, a verdade é que tomara eu ser como a Inês Rau (não por namorar o Mbappé), mas por ter uma barriga chapada daquelas... 
19
Nov22

O sexto sentido é uma coisa do caraças!

Muitas vezes as minhas amigas me diziam que tinham um sexto sentido "apurado". Eu, na minha incredibilidade, olhava e pensava "Caramba, o meu sexto sentido é uma b0st@, nunca acerto uma!" ou dizia "Tenho um dedo podre".

Julgava eu!

Hoje, sei que o meu sexto sentido funciona e que é bastante bom. Eu é que não o sigo.

De todas as vezes que bati com a cabeça na parede, foi conscientemente. Sabia que as pessoas não prestavam, fui lá e fiz.  Sabia que me iriam magoar, fui lá e ajudei. 

Ou seja, eu sabia! Eu sentia que ali não era um bom caminho. Segui porque quis. 

O meu sexto sentido é excelente e até o beijaria se conseguisse. 

Por exemplo (um exemplo fraquinho, mas exemplo na mesma), namorei com um moço aos 13 anos. (Aquele primeiro amor das nossas vidas! ) Sempre mantivemos contacto e sempre nos demos bem... COMO AMIGOS! Sempre soube que, como amigo, ele era excelente, mas que, para relacionamentos amorosos, não valia grande coisa. O que é que eu fiz aos 30 anos?  Sim, porque o primeiro amor é Marshmallow's e chocolate quente... E eu sabia que estava quente e o chocolate não prestava. Mal começou e eu já tinha aquele "feeling" de que algo iria correr muito mal, de que iria queimar a língua e ter uma intoxicação alimentar!  Como é que acabou esta história?! Poooooois.... Mas, como eu não sigo a minha intuição, fui lá e fiz! 

 

17
Nov22

...e quando nos querem pelo que querem que sejamos?

Tive uma pessoa que dizia que eu era a mulher da vida dele.

Mas dizia que eu não deveria de ser como era.

Ora, na minha opinião, eu não era  mulher da vida dele. Queria mudar-me para ser como ele gostaria que fosse a mulher da vida dele. 

Sou uma pessoa que muitos podem considerar como "panhonha"  

Mas, eu gosto do meu lado humano. 

Também erro, também falo de "X", também critico e digo coisas que não deveria... Não sou hipócrita! 

Mas sou uma pessoa que perdoa facilmente, que dá mão, que muitas vezes é usada e abusada por ser da forma que sou. E isso incomodava-o. 

Não sei (nem quero!) ser de outra forma! 

Tive alturas em que ajudei e dava a mão a pessoas que sabiam que falavam mal de mim pelas costas. Isso irritava-o. 

Ele nunca conseguiu entender que aquela era eu. Eu sou assim. Eu quero ser assim! 

Porque, nestas situações, eu sei que não sou eu quem está errada. 

Acredito que o moço gostasse muito de mim, sim. Mas, a minha principal característica, ele não a aceitava.

Queria que fosse dura, bruta, que me soubesse impor... Se calhar poderia ter razão em algumas coisas, sim, mas não seria eu se deixasse essa parte de lado. 

 

16
Mai22

Por detrás das redes sociais

Ontem, ao passear pelo feed do facebook, vi um vídeo nas redes sociais que me despertou a atenção.

O mesmo era sobre o antigo namoro do Chris Evans com a Jenny Slate e toda a controvérsia que veio com ele pelo simples facto do moço ser aquele estereótipo de "galã" e a moçoila ser uma espécie "patinho feio" para as fãs dele (?). Não, não creio que a Jenny seja feia. Mas, mesmo que seja/fosse, NINGUÉM teria nada a ver com o namoro deles e/ou a "belezura" de ambos. O namoro deveria de ser entre os dois e não com os fãs, amigos, conhecidos - nem mesmo família! 

Este vídeo relembrou-me de como as pessoas são más atrás de um teclado, em como trazem ao de cima o pior delas mesmas, achando-se até no direito de opinar sobre a vida alheia (e de se acharem donos do saber)! 

Há uns dias comentei também uma noticia sobre uma criança Ucraniana de 11 anos que estaria a ser criticada por ter ido a Fátima entregar dinheiro que achou no chão a Nossa Senhora. Ou seja, a atitude seria para mostrar que uma criança ainda pode ter Fé e Esperança mas...li comentários horríveis sobre a criança e os pais! Tiraram todo o foco da atitude do pequeno e colocaram o foco no egoísmo, egocentrismo, narcisismo. Conseguiram arranjar adjectivos para descrever esta atitude que não lembraria a ninguém na sua perfeita sanidade mental! (Posso afirmar aqui que também sou contra o materialismo da religião, mas o foco ali não era esse!)

De todos os comentários parvos, tive uma besta que se lembrou de me responder:

Screenshot_20220516-112910_Facebook.jpg

Ora, por acaso, actualmente, ando a lidar muito melhor com o meu corpo e a minha auto-estima não está como estava há uns anos atrás.Caso contrário, este senhor poderia ter contibuido para alguma situação grave... até porque, durante muitos anos, foi um assunto que mexeu muito comigo. Hoje em dia, olho e digo "O senhor, tenha a gentileza de ir apanhar onde apanham as galinhas" (Sim, que eu sou educadinha!)

 

Sim, já voltei a falhar com o blog outra vez.  Confesso que a falta da interacção que tinha com as pessoas habituais não me puxa mais tanto para aqui mas... Vou aparecendo!

06
Abr22

A Loja dos Sonhos de Todas as Miúdas

Trabalhei numa das lojas de sonho de toda a moçoila pré-adulta...

Foi a pior experiência da minha vida! Repito: A PIOR!

(Sim, pior do que o café!)

Além do ordenado medíocre para quem trabalha num shopping, faz horas e tem horários de treta, ainda tínhamos um patrão que em nada era líder. 

A falta de organização, falta de espírito de equipa, falta de coordenação, acusações constantes, faltas de respeito, etc, e o preconceito de quem deveria de ser adulto fazia-nos sentir mal...

Ainda hoje, olho para mim e não me reconheço. Não sei como trabalhei tanto tempo ali! (E olhem que nem chegou a um ano!)

Recebermos currículos e ouvir um "É normal?"  do outro lado do telefone é ridículo! Sim, o "normal" era para saber se a moça era magra, sem tatuagens e/ou piercings, se era bonita, etc.

O ir à WC e ter de anotar a hora de ida e de volta é assim meio que desumano.

O sermos obrigadas a adivinhar as normas e funcionamento de uma empresa que não conhecemos é parvo.

Não poderes sequer falar para a tua colega, teres de estar a "X" metros de distância dela - nem creio que seja algo dentro de algum parâmetro normal da anormalidade, de tão ridículo que é!

Quererem mandar na nossa roupa interior, obrigarem-nos a comprar calçado, obrigar a arranjar as unhas de determinada cor especifica (e manter as unhas impecáveis)... Por conta própria! 

Algumas coisas que me fazem ainda arrepiar. 

Trouxe a maioria das colegas de trabalho para o meu presente. Porque, fomos uma equipa mesmo onde não nos deixavam ser... e foi a única coisa que tirei dali. (Felizmente também me tirei a mim mesma! )

 

O verdadeiro: "AS APARÊNCIAS ENGANAM!"

Mais sobre a desgraçada.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D