Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

Dia em Memória das Vítimas da Estrada (20 de Novembro)

Ontem foi o Dia em Memória das Vítimas da Estrada e confesso que, se não fosse o facebook, nem tão pouco me iria aperceber disso! Não vou aqui estar a falar em números de mortos pois isso iria fazer com que tivesse de ir ao ''google'' e estou com preguiça, mas garanto que continuam a ser demais. Quantos de nós já conheceu alguém que faleceu num acidente de aviação? 

Eu conheci alguns... um deles, o Edu, era dos meus amigos mais estimados dos tempos de escola. Era uma das pessoas mais doces que jamais poderia vir a conhecer! Vocês sabem quando estão tristes e há um abraço tão reconfortante que vos faz sentir ''em casa, á lareira numa noite fria''? Era assim o abraço do Edu, uma chama quentinha e familiar. Não sei há quantos anos foi, perdi a conta a datas depois de ter perdido já tanta gente... mas foi! o Eduardo foi uma das vítimas mortais num acidente que matou mais 4 pessoas além dele, duas delas eram crianças. Nunca perguntei ao irmão em que ponto tinha ficado o caso do acidente -não consigo ser tão masoquista- mas, na altura, falavam que um camião tinha invadido a faixa dele pois o camionista deveria de ter adormecido ao volante. Não sei se é essa a verdade ou não. Nem sei se quereria saber. Sei que nunca ouvi a família culpar ninguém, embora estivessem destruídos. Mas sei que nunca mais nenhum deles foi o mesmo.. o Eduardo era especial demais para ser ''esquecido''. 

Há tantos ''Eduardos'' espalhados pelo mundo, tantas pessoas inesquecíveis que partem por conta de acidentes que jamais poderemos facilitar as suas partidas! 

Sejam responsáveis, conduzam com prudência. 

 

Quando a sociedade te surpreende... mais uma vez!

IMG_20161116_214956.JPG

Há dias em que acordo, de manhãzinha, com fé na humanidade mas rapidamente a perco! Expliquem-me, como se eu fosse muito burra, que gente é esta?! Onde anda o respeito, a sensibilidade, a humanidade desta gente?! 

Vamos por partes, QUALQUER pessoa pode engordar e nem toda a gente consegue emagrecer. Uma pessoa ''mais cheinha'' tem os mesmos deveres que uma ''mais magra'', porque não terá os mesmos direitos? Qualquer pessoa, independentemente do peso, sexo, idade, raça, etc, gosta de se sentir valorizada, amada, sexy, humana, etc... desde quando, ser-se mais ''cheinha'' impede isso? 

Ninguém merece ser humilhada por NADA! N-A-D-A! 

 

Já agora, a quem diz estas parvoices, e depois celebra o dia das Mulheres, lembrem-se de que estas senhoras também são MULHERES! Lembrem das vossas mães, filhas, irmãs, tias,primas, amigas...

 

Já agora, EU VISTO O 42! Tenho o direito de me sentir sexy e bonita mesmo não tendo 1,80m e 50kgs... É por vossa causa, que tantas jovens passam por doenças como a anorexia, bulimia, depressão, etc!

Emigrar não é para meninos!

Um amigo meu foi para outro país... diz que é emigrante. Como tal, o facebook dele é recheado de publicações depressivas a dizer que tem saudades de casa, que sente a falta da namorada. Diz também todos os dias que a vida de emigrante é muito dura, que chora imenso e que temos de dar valor a quem sai do país em busca de um futuro melhor. Já fez até vídeos a chorar baba e ranho a contar a sua ''experiência''... Eu concordo que a vida de emigrante é dura! O meu pai e tios já estiveram nessa posição e ainda tenho uma tia e vários primos espalhados pelo mundo há muitos anos com esse mesmo sonho de ter um futuro melhor. A minha tia paterna emigrou com 16 anos há quase 30 anos, sozinha! Só Deus sabe quanto a admiro! Eu mesma já pensei no assunto mas, devido á saúde dos meus pais, optei por ficar por cá...

Agora, perguntem-me ''Oh Vânia,então porque estás a escrever isto e referiste esse teu amigo?''. 

E eu respondo que acho interessante pelo facto dele lá estar há 2 semanas. 

 

''A menina não devia de estar na escola?''

Confesso que deixei cair 2 litros e meio de baba depois desta...Não que eu pareça ter 17 anos, mas a senhora em questão pensou que eu estava na Universidade e que não deveria de faltar às aulas para estar a trabalhar. Sim, ela usava óculos, mas isso não é para aqui chamado! (Deixem-me lá o ego levitar um bocado!)

E não me venham cá com tretas de que a senhora queria maçãs de borla!

 

Pág. 2/2