Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

A verdade é que qualquer um pode ter um blog...

Confesso que há dias em que, quando entro aqui, determinadas situações me fazem comichão...

Custa-me um bocado assimilar o facto de algumas pessoas usarem os blogs para o "lado mau".

Custa-me ver bloggers serem gozadas porque fazem publicações engraçadas, porque escrevem sobre os seus filhos, porque publicam coisas sobre animais, porque são simpáticas, ou o que seja! Custa-me ler alguns comentários. Sim, confesso que os leio! (Sou uma cusca!) A maioria feita por "anónimos" a humilhar, de alguma forma, alguns bloggers. Muitas picardias entre "bloggers" ou até com anónimos e que dão a entender que existe muita frustração e maldade espalhada até mesmo por cá. Pergunto-me se existe necessidade disso... No meu caso, estou cá para distracção. Para me distrair da vida real, que nem sempre é fácil. Vi necessidade de um escape na minha vida... Para publicar o que eu quiser, sobre os assuntos que me apetecer. Pensava eu que não existiam regras para isto de escrever num blog, mas, afinal, se não escrevermos como determinadas pessoas querem e sobre o que elas consideram importante, seremos alvo de chacota e humilhações.

Estou a afastar-me aos poucos daqui por falta de tempo, mas também porque não gosto destas coisas. Penso que ninguém tem o direito de gozar com os outros, de humilhar quem quer que seja. Por isso, e porque sempre ouvi dizer "Quem estiver mal que se mude!".

Não vou abandonar o blog, mas, com um projecto em mãos, irei deixar de cá vir tanto. 

 

"A liberdade de cada um termina onde a dos outros começa..."  Herbet Spencer

Cicatrizes da minha vida #8

(Mais uma cicatriz psicológica!)

Depois de umas semanas atribuladas e de uma semana horrível e, tendo em conta o tempo espectacular para praia que estava, o gajo lembrou-se de me levar (finalmente!) a uma praia onde eu já queria ir há vários anos... Como a mãe dele estava de folga, decidiu leva-la. Tudo bem, até aqui.

Logo para começar bem manhã, rasguei a t-shirt ao sair do carro para beber café. Bem, como iríamos à praia pensei "que se lixe! Daqui a um bocado estou de biquini"

Pelo caminho apanhamos uma fila interminável (pensávamos nós) devido a um acidente mas que passou rápido pois depois dessa, apanhamos outra e essa é que sim - era interminável! Por isso desviámos-nos do nosso percurso e, como tal, do seu destino!  Decidiu-se então ir a outra praia... E fomos! Demorámos horas até almoçar (porque eles não se decidiam onde comer e não bastava uma sandocha), bebemos café à beira-mar, vi o mar, cheirei o mar, senti o mar (quando uma onda banhou a esplanada onde estávamos) mas nem um pézinho coloquei na areia! 

E pronto.. .Foi o meu Domingo de praia!  Doeu-me a alma. É que estava um tempo tão bom...

Para ainda melhorar a coisa, o carro avariou no caminho! Oh bonito!