Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

Ela não sou eu!

Bem, já tinha comentado com a Psicogata (há semanas atrás) que me tinha acontecido algo deste género...

Isto aconteceu por volta do ano de 2009 (penso eu). Andei um tempo a ouvir indirectas (algumas até demasiado directas!) sem perceber patavina do que estaria a acontecer. E aqui foi quando tentei finalmente perceber que porra se andava a passar com as pessoas!

Já há uns 4 ou 5 anos, um ex-namorado tinha se chateado comigo porque disse que me viu no shopping, a sair da Parfois e que lhe virei as costas e "fugi". Para ser sincera, não me recordava de ter estado no shopping e muito menos teria fugido dele! (Se bem que hoje gostaria de ter tido alguma esperteza para ter feito tal proeza!)

Situação ultrapassada e esquecida depois de uns arrufos.

Em 2009 as coisas tornaram-se demasiado estranhas. Os meus amigos vinham ter comigo chateados ou viravam-me a cara, demasiadas vezes para o meu gosto, e diziam algo como : "Para a próxima não finjas que não nos vês!" (por norma usavam asneiras, eu aligeirei a coisa!). Comecei a ficar preocupada. Sempre fui uma despassarada e seria bem possível que eu não visse as pessoas, mas não tantas vezes... E pior, não me recordava de estar nos locais onde eles diziam que me viram! Um dia chamei um desses amigos de parte e perguntei-lhe o que se passava pois ele não me falava. A resposta deixou-me incrédula:

J: "Vânia, tu estás a trabalhar na Sportzone, não nos dizes nada e ainda foges de nós! Finges sempre que não nos conheces... Já te vimos no shopping algumas vezes e tu nem olhas para nós. O V está bastante magoado contigo...e nós também. Não parece de ti. Que se anda a passar contigo?! Tens vergonha de nós?" (algo deste género!)

EEEEEEEU?! Mas eu estava a trabalhar num sitio onde não sabia que trabalhava? Sim, porque o não olhar para as pessoas é mesmo de mim, mas é porque não as vejo mesmo... Mas estar a trabalhar e não me lembrar?!

(Já agora, o V era o meu "amigo às cores" na altura. )

Vocês sabem a sensação de estarem completamente em outro mundo? Em que NADA faz sentido? Em que te questionas de ti mesma? Da tua sanidade mental? (Eu tinha perdido a minha avó no ano anterior e confesso que duvidei da minha cabeça...Juro! Nada fazia sentido e chegava a pensar se seria eu que não estava bem.)

O pior é que eles nem acreditavam em mim porque ME tinham visto com os próprios olhos... Euzinha, que sou menina para fazer uma festa na rua cada vez que encontro alguém conhecido, ia ignorar assim as pessoas? EEEEU?! Será que andava a tomar alguma medicação que me estivesse a fazer MUITO mal?

Num dia, antes de jantar com o J, o  V e outros amigos, quis ir à Sportzone ver as promoções... Quando só os vejo a rir e a olhar para mim e outra rapariga...

V: "Tu estás ali!" - E riam sem que eu percebesse nada de nada.

Segundo eles, a funcionária da Sportzone era igual a mim. Ou eu igual a ela! E trabalhou na Parfois há uns anos atrás, segundo um colega dela que era amigo deles. Mas, honestamente? Não nos acho NADA parecidas... (a sério, a rapariga até é bem mais bonita do que eu!) 

O  que acho grave é que o meu ex-namorado tenha achado isso e o meu ex-amigo colorido também! Homens... 

 

Ps.: Levei lá o meu dito cujo pouco tempo depois de começarmos a namorar e perguntei se nos achava parecidas. Ouvi isto:

"O quê? Não. Ela é mais alta, têm sinais em locais diferentes, os narizes não têm nada a ver..a cor do cabelo..."  Ufa!

53 comentários

Comentar post

Pág. 1/2