Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Duquesa e o Gato ♠

"I'm worse at what I do best." ☆

Quando for velhinha...

...vou ser assim :

Sim, os velhinhos são amorosos. :-)

 

Ainda em relação á velhice, sou a única com medo? Sim, ainda só (já!) tenho 28 anos, mas não consigo deixar de ter medo de ser velha. Não é pelas rugas, não é pelos cabelos brancos, nem pelos anos já passados... mas sim pelo sofrimento. Como já disse aqui, a minha mãe trabalha num lar de idosos desde que eu era pequena e sempre vi essa realidade. Além de deixarem de ter a mobilidade que tinham, terem uma memória que já lhes prega rasteiras, e pensarem que o tempo para o fim está cada vez mais perto, muitos deles são atirados para um lar e alguns raramente (ou até nunca!) são visitados pela família. Sabem quantas vezes vi um dos velhotes chorar de saudades dos filhos? Mais do que aquelas que gostaria de ter visto. Sabem quantas vezes vi velhotes sofrer com doenças horríveis, como se a velhice já não chegasse? 

Sim, ser velho é já ter vivido mil e uma coisas e ter aprendido outras mil. Passava horas a ouvir as histórias deles e adorava. Mas, nada me tira este medo de um dia ser velha. 

Romantismo..

''Gosto mais quando lavas tu os copos do que quando é a minha mãe'' 

Foi das coisas mais bonitas que já me disseram. O meu ex era extremamente romântico! (O que os homens fazem para nos meter a lavar-lhes a louça enquanto os pais estão de férias.)

 

Certa vez, também me fez um jantar romântico. Juro! Sabem aquelas massas que é só necessário colocar em água e fica um esparguete á bolonhesa? Pois... ah, esperem! Foi no mesmo dia em que lhe estive a lavar a louça. ( Hoje percebo o porquê dele querer fazer o jantar... )

 

Blogs e bloggers.

Ultimamente, mais do que dantes, vejo gente (bloggers) a reclamar (em tentativas de humilhações) do blog do vizinho do lado ou da prima-da-tia-do-sobrinho. Ora, porque tem sucesso, ora porque fala de coisas que não gosta, ou porque alguém dá erros ou tem lapsos, ou mesmo porque escreveu... reclamam das imagens, do número de comentários, do número de seguidores, do sucesso do blog (ou falta dele!). É um pouco como eu, nos meus 15 anos quando quis muiiiito umas calças da ''Stamp''. Todas as minhas amigas tinham umas, porque ficavam bem e porque eram da ''moda''. Achava que me fariam mais popular e menos pobre. Gastei todo o dinheiro que me deram no Natal e nos anos para as comprar, fiz km's a pé á chuva e adivinhem... não ganhei nada senão menos dinheiro na carteira e umas calças que se estragaram no ano seguinte. Com os blogs é parecido. Se a vizinha tem sucesso, muitos comentários e seguidores, temos todos de ser iguais.Somos todos uns adolescentes por cá, numa competição de blogs parva e sem sentido? Ao que parece, sim.

Vocês não sei, mas eu, quando criei o blog, foi ''de mim, para mim'' e quis partilhar um pouco de mim com algumas pessoas, nomeadamente quando estive doente. Achei que me fazia bem. Era o meu escape. Ainda hoje o é. Não tanto, pois confesso que estas coisas de querer blogs de sucesso já me enjoa. Irrita-me ver as pessoas quererem passar umas por cima das outras de todas as formas possíveis! Isto acontece em todo o lado, eu sei.. mas é estúpido acontecer por causa de um blog. 

Cada Blog é pessoal, não existem regras sobre o que escrever ou comentar. Cabe a cada um saber respeitar os outros e ter valores morais para saber escrever no seu. O blog do outro, se não é do agrado, não visitem. Existem carradinhas de blogs por esta internet fora. Procurem um que gostem! Não precisam de ir embirrar com a pessoa só porque não gostam do que ela escreve. 

Deixem cada um com o seu. E, se querem ter sucesso com o vosso blog, façam-no sem precisar de reclamar de outros bloggers, façam-no sem precisar de faltar ao respeito para com os outros...

Confesso que não percebo isso de querer ser famoso á custa de um Blog, mas não tenho nada a ver com as escolhas de cada um, desde que saibam ter respeito! 

 

(Sim, eu também estou aqui a reclamar. Ironia...)

Quase poético!

fh.jpg

(E ''só'' li isto umas 17 vezes no mesmo facebook... )

Não, não estou a gozar com mortes de ninguém até porque é um tema delicado e eu respeito. Apenas encontrei isto por mero acaso e chamou-me a atenção. Quando lês "és interno" uma carrada de vezes nos comentários, percebes que estes miúdos-quase-adultos são muito mais á frente do que tu! Eu, que sou pobre e só estudei até ao 12ano, costumo dizer que os meus avós fazem parte de mim, de quem sou... mas, dizer que eles eram ''internos'' seria muito mais fofinho e filosófico. Como é que não pensei nisto antes?

Ainda não me inscrevi na natação...

...e encontro-me num estado de contradição de sentimentos. Por um lado, estou radiante por não perder 3\4 da aula a entrar dentro de água maaaaaaas, por outro, fico um pouco depressiva pois isto sucede logo quando estava a ficar ''boazuda'' e com as ''facidezes''  mais firmes.

Não vou dizer que adoro a natação, porque é mentira - e a minha maezinha sempre me disse que mentir é feio- mas consigo admitir que me estava a fazer bem ao corpo, á mente e aos meus pulmões de piriquito! 

Pág. 1/2